A Kraig Biocraft Laboratories, empresa de biotecnologia dos EUA, desenvolve fibras à base de seda de aranha geneticamente modificadas, criou quatro novas linhas de bichos-da-seda transgênicos que contém o DNA de aranhas. A empresa diz que as lagartas transgênicas produzem proteínas ideais para aplicações em roupas esportivas, área médica e proteção balística.

A seda da aranha é antimicrobiana, hipoalergênica, sustentável e completamente biodegradável, porém difícil de produzir em grandes quantidades, pois as aranhas são canibais e não podem ser criadas em colônias para produção da seda. Pensando na seda de aranha sendo utilizada como material balístico (por ser muito mais forte que o aço, mais fina e mais leve), pesquisadores tem procurado maneiras de produzir a seda de aranha ou algum material semelhante.

Pensado nisso, cientistas da Kraig Biocraft inseriram o DNA da aranha em bichos-da-seda, para que dessa forma produzissem um material semelhante a seda da aranha, já que são animais domesticados e podem ser criados em colônias, produzindo em quantidades comerciais e atendendo as demandas do mercado. O fio Dragon Silk ou “Dragão de seda” tem várias aplicações, uma delas é na medicina, com fios mais finos para suturas em procedimentos cirúrgicos sensíveis, como cirurgias em olhos e no cérebro.

A empresa inclusive assinou um contrato com o Exército dos EUA para fornecer o material para produção de coletes e armaduras de suas tropas, devido suas propriedades de força, leveza e flexibilidade.

A Kraig criou cerca de vinte fibras de seda de aranha geneticamente diferentes com base em seus modelos genéticos. Mas os principais produtos da Kraig são os fios Dragon Silk e Monster SiLK, produzidos por uma combinação única de proteína de seda de aranha e proteína do bicho-da-seda. Estas sedas de aranha geneticamente modificadas são significativamente mais fortes e mais flexíveis do que a seda da classe comercial.

A empresa acredita que o produto pode ser utilizado tanto nos tecidos técnicos como nos mercados de seda e vestuário tradicionais. E dadas as suas propriedades físicas superiores, a fibra Monster Silk tem grandes chances de entrar nesse mercado.

A Dragon Silk representa um grande salto em frente na tecnologia de seda de aranha geneticamente modificada, pois combina elementos de elasticidade e resistência da seda de aranha nativa. Essa fibra foi projetada para tecidos técnicos e de proteção. A Kraig está em processo de produção comercial, incluindo Monster Silk e Dragon Silk.

Confira o vídeo:

Fonte: Kraig Biocraf e StyloUrbano

About the author

Leave a Reply

Your email address will not be published.