Trabalhando através de uma variedade de plataformas, a obra da artista e designer transmídia Amy Karle utiliza a mente e o corpo como seu meio criativo.

A obra de Amy questiona o que significa ser humano através da criação de projetos que estão ao redor ou sobre o corpo. Ela desenhou, primeiramente à mão formas inspiradas no pulmão humano e outros elementos da natureza que depois foram ampliados no computador e adequados ao formato de seu corpo. Depois de vetorizar os desenhos, ela utilizou as máquinas de corte a laser do laboratório digital da Autodesk para cortar as lâminas de tecido e obter uma textura 3D. Esta técnica pode ser utilizada para confecção de vestuário, mas não se limita apenas à moda pois há muitas possibilidades de aplicações também no design industrial.

 

 

O mais interessante é que ao desenvolver essas técnicas e trabalhos, Karle compartilha instruções online para que qualquer pessoa possa reproduzi-los. Ela explica as maneiras de fazer cortes planos 3D a laser, projetar padrões 2D e expandir para 3D, esticar materiais, distorcer formas e interligar as partes no processo final.

A artista criou uma série de “vestidos orgânicos” utilizando máquinas de corte a laser como mostra os vídeos abaixo:

As obras de Amy Karle estão na mostra da FILE 2017, na FIESP

Até o dia 13 de setembro acontece a 18 edição do FILE – Festival Internacional de Linguagem Eletrônica, no Centro Cultural Fiesp, com diversos espaços do museu e exposições interativas e não interativas, obras de realidade virtual, instalações, games e oficinas.

Leave a Reply

Your email address will not be published.