Agora a poluição causada por carros e veículos motores possuem um destino. Na Índia, o cientista Anirudh Sharma começou a pensar em sustentabilidade e em como explorar um dos países mais poluídos do mundo. Então a partir de suas pesquisas no Massachussets Institute os Technology, Sharma criou um dispositivo que capta a poluição liberada por carros e transforma em tinta para canetas.

Apenas 50 minutos de captação de gases são suficientes para preencher uma carga completa da caneta. O processo de captação começa com um filtro no escapamento dos carros, o Kaalink, captando as mais finas partículas de poluição, onde cerca de 95% delas são captadas. Ao mesmo tempo, um sensor dentro do carro avisa quando esse dispositivo estiver pronto para ser recolhido e transformado em tinta.

Toda a poluição captada é transformada em canetas e inclusive latas de spray. Essa iniciativa foi aprovada por um financiamento coletivo e a caneta denominada Air-Ink e se tornará uma realidade comercial em breve. Por enquanto pode-se testar essa caneta através de uma doação ao financiamento coletivo.

A caneta possui diferentes espessuras e seu uso é diversificado, pode ser usado em paredes, murais e inclusive pinturas em tênis, mochilas e capacetes. Muita arte de rua está sendo feita com a Air-Ink, principalmente em Hong Kong.

Confira o vídeo:

Fonte: Lilian Pacce e Air Ink.

About the author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.